domingo, 17 de junho de 2007

Lágrimas que ainda cantam


E se te calares amor, se calares a dor que teima em atormentar-te, se calares os gritos que alma solta em silêncio, se calares as lágrimas que correm pelas paredes da tua alma afogando-a e afogando com ela o teu coração que geme sem ser ouvido... se conseguires amor, se conseguires calar a dor só por um instante e ouvires o cantar das lágrimas que te caiem rosto abaixo e se perdem pelos cantos da tua boca, perceberás a verdadeira beleza de te saberes triste, de te veres chorando... entenderás a verdadeira lágrima e ouvirás os sorrisos que depois a seguem.

A dor não é apenas sinónimo de sofrimento mas também de aprendizagem, escolheste o caminho errado e choras agora, quem não erra? Só tens agora de te levantar daí e seguir em frente, vives o que tens a viver e aprendes a escolher da próxima vez com mais sabedoria o teu caminho.

E eu sei que há lágrimas que ainda cantam mas tu não as escutas porque não te consegues calar, não consegues calar o por vir que se antecipa na tua alma e vives preso aí onde o céu tem um fim e o horizonte tem um limite...

Escuta... lágrimas ainda cantam... é bela esta melodia!

7 comentários:

P-S disse...

Ola, vim fazer a visita ao teu novo espaço. Que posso eu dizer que ainda nao te tenham dito?...
Sempre com uma escrita poderosa e com uma qualidade excepcional. Mais uma vez parabens.
É bom encontrar espaços como este na net, muito bom mesmo!

FredTzu Master disse...

Um dia que eu nao estava a espera
Num enigma te encontravas,fechada
Nem imaginei o que era,mas senti te muito gelada

Eram lagrimas que o vento nao leva
Magoas que o tempo nao esquece

Quiseste uma mudanca,algo que eu nunca entendi
mas em mim ficou a esperanca
de um regresso a ti

**isto era quando eu andava mais tristinho**adorei mm o teu blog menina..continua kss**

peter pan disse...

Gostei muito do teu espaço virei com mais calma para apreciar o teu trabalho


jinhos poetisa

Paulo Afonso disse...

Olá,
Creio que não conhecia o que escreves e vim a este espaço encontrar qualidade, muito sentimento e muita vida (sensível)...
Parabéns pelo prazer da escrita e pelo que ela proporciona aos que lêem.

Obrigado.

Vou voltar sempre!

gINO disse...

Lágrimas, sentimentos desfeitos que nos descem pelo rosto. ***

ci disse...

lágrimas que escondem um sorriso...que eu sei existir aí...:)

beijos incomuns da ci

Paulo Ramos disse...

estou a ver que criaste um novo blog. Muito bem. Continuação de bons textos por aqui.
bjs***