terça-feira, 14 de agosto de 2007

Falando só...


Queria eu ser capaz de construir pontes que me ligassem ao céu dos felizes, queria eu ser capaz de destruir as barreiras que me impedem de ir aquém e além e queria eu, sobretudo, ser capaz de partir enquanto fico, capaz de ficar enquanto me parto.
Parte-se-me a alma em cacos pequenos, desses impossíveis já de se colar, alma minha esta simples obra de arte valiosa que partida em cacos nada vale...

3 comentários:

Alexandre disse...

Já construiste as pontes e destruistes as barreiras que vão entre o teu blog e o meu...

Que nem tudo seja triste nesta Dança... de Lágrimas!!!

Muitos beijinhos!!!

Paulo Afonso disse...

Cada dia uma ponte nasce, dentro desse sorriso escondido...

Um beijo ponte

ap disse...

..........

és capaz de muita coisa

podes não acreditar, mas és

.............................

Beijo e noite serena